A História da Bicicleta no Mundo


Nasce uma ideia
A história da humanidade é construída através de pesquisas. É importante ressaltar que qualquer pesquisa sempre leva assinatura de alguém, normalmente um pesquisador, o que por sua vez faz com que a história contada tenha sempre um viés, seja sempre uma versão dos fatos.

A história da bicicleta não foge a regra. É interessante ler as diversas versões sobre o seu surgimento e desenvolvimento. Mudam personagens, fatos, acontecimentos, interesses culturais, religiosos e políticos, assim como muda a compreensão dos acontecimentos dependendo da profundidade de um texto.

Um dos melhores exemplos destes caminhos e versões da história é a famosa bicicleta de Leonardo da Vinci, que hoje se sabe tratar-se de uma fraude cometida por um monge, o real autor do desenho. Antes de conhecimento do fato a Escola de Bicicleta, apoiada em inúmeras fontes de pesquisa, divulgou o texto que se segue.

O primeiro projeto conhecido de uma bicicleta é um desenho de Leonardo da Vinci sem data, mas de aproximadamente 1490. Só foi descoberto em 1966 por monges italianos.
Os princípios básicos de uma bicicleta estão lá: duas rodas, sistemas de direção e propulsão por corrente, além de um selim. Mas o posicionamento do eixo de direção faz com que a bicicleta dobre no meio, o que teria feito que Leonardo ou qualquer um tivesse muita dificuldade para manter o equilíbrio.
Mesmo antes de Leonardo da Vinci já existiam brinquedos de duas rodas. Há referências em pinturas feitas em vasos, murais e relevos. 


A história da bicicleta que é contada pela Escola de Bicicleta a seguir está baseada em pesquisas de livros americanos, ingleses, franceses e espanhóis, e tem por intenção dar uma linha básica sobre os fatos.

Desde os primeiros momentos da história da humanidade foi se formando uma cultura de veículos sobre rodas. Carroças, carruagens, carrinhos de mão e outros veículos existem muito antes do surgimento de um veículo de duas rodas em linha, que hoje conhecemos como bicicleta. É muito possível que bicicletas, usadas como brinquedos, tenham existido antes mesmo do surgimento da bicicleta de Conde de Civrac, como mostram desenhos e pinturas feitas em vasos e relevos. A verdade é que com o nobre Conde de Civrac começa a divulgação, portanto a história atual, da bicicleta.

Antes de 1800 
Só aparecerá documentação que prova a existência de veículos de propulsão humana após a Renascença e a maioria deles eram pequenos veículos de três ou quatro rodas.
Em 1680 um construtor de relógios alemão, Stephan Farffler, que era paraplégico, construiu para si primeiro uma cadeira de rodas de três rodas e depois outra de quatro, ambas movidas por um sistema de propulsão por alavanca manual.
Várias outras referências de veículos de propulsão humana são encontradas até 1800, todas construídas na forma de carruagem. 

FONTE :
www.escoladebicicleta.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário