Em Copenhague, número de bikes ultrapassa o de carros pela primeira vez


Não é por acaso que Copenhague é conhecida como uma das melhores cidades para pedalar no mundo, mas agora em 2016, a capital da Dinamarca atingiu um feito histórico que deixa boquiaberto qualquer apaixonado pela bicicleta e pela mobilidade ativa. Pela primeira vez, o número bicicletas superou a quantidade de carros circulando na cidade – as autoridades fazem essa medição do tráfego na região central desde 1970. Enquanto o número de magrelas foi de 265.700, o de carros foi de 252.600. A porcentagem de bicicletas cresceu 13% desde o último ano, o que representa 35.080 novas bikes.
São números como esses que fizeram a cidade alcançar também em 2016 a primeira colocação do ranking de Cidades Amigas da Bicicleta, feito desde 2011 por uma consultoria baseada na própria cidade. Nas duas outras edições do ranking, Amsterdam foi eleita a campeã.
Esse feito, entretanto, não cai do céu como mágica, mas é consequência de políticas públicas voltadas à bicicleta. Mesmo com histórico forte em cultura da bike, Copenhague tem feito investimentos significativos para promover o ciclismo urbano nos últimos anos. Nos últimos 10 anos, mais de um bilhão de coroas dinamarquesas (quase R$500 milhões) foram direcionadas para projetos de infraestrutura cicloviária, que já somam 400km de ciclovias, incluindo 17 pontes que incluem os ciclistas e proporcionam um fácil acesso ao centro da cidade, sem precisar competir com o tráfego de veículos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário