16 novembro 2016

BRASIL x PERU :Brasil joga como um grupo contra Peru

Campinas, SP, 16 (AFI) - A seleção brasileira ficou muito perto de carimbar sua classificação para a Copa do Mundo da Rússia na madrugada desta quarta-feira ao vencer o Peru pelo placar de 2 a 0, fora de casa. O Brasil vem se mostrando uma equipe mais consistente ao longo do tempo e hoje conquistu mais uma vitória satisfatória, mostrnado um bom futebol.
Contra o Peru, quem chamou a 'responsa' foi Gabriel Jesus. O garoto do Palmeiras deixou o seu e deu assistência para Renato Augusto. O grupo todo da seleção foi bem, destaques para Paulinho, Reanto Augusto de Phillippe Coutinho.
Neymar foi muito bem marcado diante do Peru
CONFIRA ATUAÇÕES DO FI
Goleiro: Alisson (Nota: 5)
Muito pouco exigido. Como todo bom goleiro, contou com a sorte no chute de Carrillo logo aos sete minutos do primeiro tempo. Com a grande evolução dos homens de linha, chegou sua hora para mostrar a que veio. Por muito pouco não falhou no segundo tempo, ao jogar a bola na cabeça de Corzo, segue o jogo.
Lateral-direito: Daniel Alves (Nota 4,5)
Ficou abaixo dos demais jogadores. Apesar da experiência, falhou na jogada que poderia ter resultado no gol do Peru - na tentativa de Carrillo. Se recuperou do erro, e formou boa linha defensiva com os demais defensores. Teve participação discreta.
Zagueiro: Marquinhos (Nota: 6)
Ainda não se encaixou perfeitamente com Miranda. Deu algus espaços para a defesa peruana, mas foi crescendo no decorrer da partida. Precisa um pouco mais de segurança e esquecer a sombra de Thiago Silva no banco de reservas.
FONTE : FUTEBOL INTERIOR

Zagueiro: Miranda (Nota: 5,5)
Assim como Marquinhos, falta mais 'sangue nos olhos' para cravar de vez sua vaga entre os titulares do Tite, algo semelhante com os zagueiros mais antigos, como Roque Júnior e Junior Baiano. Mais técnico, tem uma boa saída de bola e fez o que lhe foi pedido.
Lateral-esquerdo: Filipe Luís (Nota: 5,5)
Não sentiu na sua primeira grande chance com Tite. Aproveitou a suspensão de Marcelo, para mostrar o que pode render. O Peru pouco jogou pelo seu lado de campo. O lateral ainda participou de muitas jogadas de ataque, semelhante com o que faz no Atlético de Madrid.
Volante: Paulinho (Nota: 7)
Esquecido no futebol chinês, Paulinho se transfornou novamente no homem de confiança de Tite. Teve uma função tática extremamente importante. Sua movimentação confundiu os peruanos, fez o Brasil cresce e deu mais força ao ataque. Poderia ter deixado o seu.
Volante: Fernandinho (Nota: 5,5)
É o carregado de piano dessa equipe. É bem verdade que perdeu um gol feito no primeiro tempo, mas sua função é quebrar as jogadas ofensivas do Peru, deu certo. Não teve aquele brilho, mas fez seu papel.
Meia: Renato Augusto (Nota: 7,5)
Assim como Paulinho, parece ser titular absoluto com Tite. Camisa da seleção caiu que nem uma luva desde as olimpíadas. Não costuma se sobrassair, mas deu uma segurança defensiva à Seleção que impressiona, tanto que o Peru pouco atacou. Ainda deixou o seu nos minutos finais.
Atacante: Phillippe Coutinho (Nota: 7)
Deu boa movimentação ao veloz ataque da seleção, se encaixou bem com Neymar e Gabriel Jesus e mostrou ter um bom espírito de luta. Participou da jogada que terminou no gol do atacante do Palmeiras. Foi importante na vitória do Brasil.
Atacante: Neymar (Nota: 6,5)
Muito bem marcado no segundo tempo, foi o grande destaque da etapa inicial. Chamou o jogo em diversas oportunidades e mostrou grande categoria. Criou uma jogada espetacular ao passar por quatro marcadores adversários e e tocar para Paulinho, ficar no goleiro adversário. Ainda colocou uma bola no travessão.
Atacante: Gabriel Jesus (Nota: 8)
Gabriel Jesus 'sacrifica' um pouco do seu futebol ao jogar de centroavante, mas tem feito bonito. Quando a chance aparece, costuma colocar a bola nas redes. Foram seis jogos, e cinco gols. Fez o gol da vitória da seleção brasileira, deu uma assistência e já mostra ter lugar cativo com Tite.
Técnico: Tite (Nota: 8)
Mais do que talentos individuais, a seleção brasileira tem jogado como um grupo, que vem sendo o diferencial nesta nova fase que a equipe vive no ano de 2016. Se hoje o Brasil está perto da Copa do Mundo, méritos são do técnico Tite. O treinador tem mostrado que não é preciso alterar a equipe para conquistar o resultado. Ele implantou variáveis esquema durante a partida, e isso fez total diferença contra Peru.
Seleção peruana: (Nota: 6)
Para uma seleção considerada limitada, fez uma boa partida diante do líder das Eliminatórias. Poderia ter tido uma melhor sorte e saído na frente do marcador. Chegou a estar melhor em alguns momentos da partida, mas se perdeu após ter tomado o gol de Gabriel Jesus. Mas mostrou um futebol interessante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

MAIS LIDA

Postagens populares