BRASIL 3 X 0 NA ARGENTINA

Dá para imaginar o que foi o clima da seleção brasileira depois de uma vitória inquestionável em cima da Argentina por 3 a 0. A sensação após o apito final era de missão cumprida e, ainda dentro de campo, toda a equipe se reuniu para comemorar e também agradecer o apoio dos torcedores no Mineirão nesta 11ª rodada das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018. E a maior alegria entre os atletas não se dava tanto pelo placar, mas sim pela atuação da equipe do superclássico.

FONTE :GAZETA ESPORTIVA
Philippe Coutinho, mesmo depois de marcar um golaço e mais uma vez brilhar com a camisa amarela, continuou tímido ao dar entrevista, mas, foi outro a valorizar o momento da seleção brasileira, que alcançou sua quinta vitória consecutiva.

"Com certeza estar aqui na seleção é motivo de muito orgulho para mim, poder participar de um grupo como esse, poder sair daqui vencedor é motivo de muita felicidade, mas ainda falta muita coisa para o objetivo final, que é classificar para a Copa do Mundo", disse o ex-vascaíno, antes de resumir o duelo sob seu ponto de vista.
"O time deles é muito qualificado. Controlaram bastante o jogo no primeiro tempo, conseguimos manter a posse no campo adversário no segundo tempo, nos contra-ataques fomos bem e conseguimos os gols", finalizou o jogador do Liverpool.
"Feliz não só pelo resultado, mas pela equipe ter jogado muito bem. Soube sofrer quando teve que sofrer, às vezes o adversário está melhor no jogo, e pela criatividade. Com esses três (jogadores) que nós temos na frente fica mais fácil", comentou Renato Augusto, autor da assistência para o gol de Paulinho, mas também fundamental na missão de parar Messi, mesmo quando a Argentina ditava o ritmo.
"Uma pressão um pouco falsa. Ter a bola no meio de campo não quer dizer que você está sendo agredido. Fechamos bem os espaços por onde o Messi joga, a gente conseguiu neutralizar isso, não deixou ele jogar. Méritos principalmente da parte defensiva", avaliou o ex-jogador do Corinthians, minimizando até mesmo a liderança na tabela de classificação.
"Foi importante. Pensamos passo a passo, pensamos jogo por jogo, sem pensar em liderança, nada. E hoje estamos colhendo os frutos", concluiu Renato Augusto, em entrevista ao Sportv.
Até Paulinho, que viveu uma situação peculiar nesta quinta, já que esteve em campo no mesmo Mineirão há dois anos e quatro meses e participou daquele 7 a 1 a favor da Alemanha na semifinal da Copa do Mundo, minimizou seu gol.
"Situação completamente diferente e a felicidade pelo gol, mas muito mais pela vitória, pela forma como a seleção brasileira se comportou em campo. Muito mais feliz pela vitória", ressaltou o também ex-atleta do Corinthians, que fechou o placar sobre a Argentina.
Philippe Coutinho, mesmo depois de marcar um golaço e mais uma vez brilhar com a camisa amarela, continuou tímido ao dar entrevista, mas, foi outro a valorizar o momento da seleção brasileira, que alcançou sua quinta vitória consecutiva.
"Com certeza estar aqui na seleção é motivo de muito orgulho para mim, poder participar de um grupo como esse, poder sair daqui vencedor é motivo de muita felicidade, mas ainda falta muita coisa para o objetivo final, que é classificar para a Copa do Mundo", disse o ex-vascaíno, antes de resumir o duelo sob seu ponto de vista.
"O time deles é muito qualificado. Controlaram bastante o jogo no primeiro tempo, conseguimos manter a posse no campo adversário no segundo tempo, nos contra-ataques fomos bem e conseguimos os gols", finalizou o jogador do Liverpool.

Nenhum comentário:

Postar um comentário