11 novembro 2016

Bandidos invadem loja de posto e explodem caixas em Goiana

Caixas foram explodidos, mas ladrões não levaram o dinheiro (Foto: Ascom PMPE)
A Polícia Militar de Pernambuco informou, nesta sexta-feira (11), que bandidos invadiram uma loja de conveniência em um posto de combustíveis em Pontas de Pedra, em Goiana, na Mata Norte, e explodiram caixas eletrônicos. Os assaltantes, de acordo com a PM, não conseguiram recolher dinheiro, mas  levaram objetos do estabelecimento, localizado às margens da Rodovia PE-49.
A ação criminosa ocorreu por volta das 3h30. Um grupo de seis homens, fortemente armados e encapuzados, rendeu o vigilante e entrou na loja de conveniência. No local, há dois terminais de autoatendimento. Os bandidos colocaram explosivos e destruíram as máquinas.Também provocaram danos no estabelecimento.
FONTE :G1
Os ladrões colocaram grampos na pista. O objetivo era dificultar a chegada das equipes da polícia. “O posto fecha à noite e os caixas ficam na loja. Pouca gente usa esses terminais durante a madrugada”, informou o comandante da 3ª Companhia da PM em Goiana, major Marcos Evangelista.
Caso recente
Na quarta-feira, 26 de outubro, bandidos invadiram o Shopping Costa Dourada, às margens da PE-60, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, e arrombaram caixas eletrônicos. De acordo com informações do 18º Batalhão, os terminais de autoatendimento são da Caixa Econômica Federal. A Polícia Federal, que investiga crimes contra agências de bancos públicos da União, revelou que vigilantes foram feitos reféns e liberados em seguida.
O crime aconteceu às 4h. Seis homens armados e encapuzados usaram explosivos para abrir quatro caixas. Os ladrões espalharam grampos no estacionamento do centro de compras e na Rodovia PE-60, que dá acesso ao shopping.
Segundo a Polícia Militar, a ação foi praticada por um grupo de quatro a seis homens armados, que estavam encapuzados. Não houve troca de tiros com seguranças do centro de compras. Eles chegaram em um carro branco e tentaram arrombar entrada dois do shopping. Quando perceberam que aquele não era o acesso à área onde fica a agência, dirigiram-se à entrada dois.

Para abrir o portão, os assaltantes teriam batido com o automóvel em que haviam chegado. Ao entrar no prédio, eles colocaram um carrinho de compras para deixar a porta aberta enquanto explodiam os terminais e levavam o dinheiro. Uma loja perto da agência ficou destruída.

A assessoria de comunicação do shopping informou que a segurança era feita por oito vigilantes, que teriam sido avisados pelo alarme do sistema de vigilância interno do prédio. Em seguida, chamaram a polícia, que afirmou ter tido dificuldade para chegar por causa dos grampos espalhados na pista de acesso ao shopping. No momento da fuga, os bandidos deixaram o carro no estacionamento e saíram em outro veículo, que já os aguardava do outro lado da rodovia. Os militares, policiais federais e peritos foram ao local.

Por meio de nota, o Shopping Costa Dourada disse que a equipe de segurança não conseguiu deter os criminosos, que estavam fortemente armados. Ainda de acordo com o estabelecimento, para evitar assaltos no local, há seis anos, os empreendedores do centro de compras doaram dois terrenos ao Estado para que fossem construídas Áreas Integradas de Segurança de Defesa Social nas imediações do shopping.

O texto diz ainda que o empreendimento funciona normalmente desde 10h e se coloca à disposição das autoridades para resolver o caso. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Defesa Social, que apontou estar levantando as informações sobre terreno.
No dia seguinte, a polícia apreendeu 42 bananas de dinamite em uma casa em Cidade Garapu, perto do shopiing. Com um suspeito preso, os  agentes encontraram drogas. O delegado da cidade, Alberes Felix, informou que investigaria a relação entre a captura e a ação criminosa no centro de compras.
Segundo a Polícia Federal, que investiga casos de crimes em agências da Caixa Econômica, houve uma explosão na agência. Artefatos ficaram na unidade e a PF acionou especialistas em bombas para retirá-los do local.
Dados
Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), de janeiro a setembro, foram registradas 40 ocorrências desse tipo, o que dá uma média de pelo menos um caso por semana. O número representa um aumento de 17% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o poder público contabilizou 34 roubos com uso de explosivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

MAIS LIDA

Postagens populares