04 setembro 2016

FORTALEZA EMPATA : continua no G4 da série C

Com tudo embolado na parte de cima da tabela, a derrota que virou empate nos minutos finais se transformou, para o Leão, de saída do G4 para liderança. Até os 40 minutos, o Leão perdia para o Asa de Arapiraca seu terceiro jogo em quatro partidas na Série C do Campeonato Brasileiro. O gol de Anselmo, nos minutos finais, deixou o placar em 1 a 1 e colocou novamente o Tricolor na ponta, com 26 pontos - empatado com Botafogo-PB, e a frente apenas pelos gols a favor. Sem a vitória, o Fortaleza ainda não conquistou ainda a vaga nas quartas de final.



Sem retrospecto positivo na casa do Asa e tendo pela frente um mandante enjoado, o Leão do Pici iniciou a partida desorganizado. Já aos cinco minutos, em um contra-ataque rápido, o Fantasma abriu o marcador no Estádio Coaracy Fonseca com Reinaldo Alagoano. O atacante aproveitou a brecha na defesa e a saída atrasada do goleiro Ricardo Berna para marcar 1 a 0.

Depois do primeiro gol, o Asa continuou a pressionar, diante de um Fortaleza que, um tanto atrapalhado pela má qualidade do campo, tinha a troca de passes anulada pela marcação do Asa. Uma reação mais perigosa só veio aos 17 minutos, quando Rodrigo Andrade, aproveitando boa e rara troca de passes, conseguiu abrir uma brecha na defesa e em chute forte meteu a bola no travessão. O lance serviu para botar o Tricolor de volta no jogo que, mesmo sem marcar, passou a ocupar mais o campo de ataque e a primeira etapa seguiu mais equilibrada.

A tensão do confronto direto quase chega as vias de fato, quando, depois de uma sequência de faltas não marcadas pelo árbitro, Rosinei dividiu mais forte e deixa o jogador do ASA no chão.

A segunda etapa começou, e seguiu por longos minutos, em ritmo lento, e concentrada no meio de campo. As poucas chegadass, de ambos os lados, foram em ataques inócuos.

Aos 31, o Asa deixou o jogo cadenciando e ousou tentar o segundo gol. À queima-roupa, Berna impediu que Diogo, após boa entrada pela direita, comemorasse ao fim o chute de rasteiro. Desestabilizado, o Leão, atrás do placar, ainda perdeu Pio, que levou cartão vermelho, depois de deixar a perna em falta.

Quando tudo parecia perdido, a estrela de Anselmo voltou a brilhar e ele aproveitou o cochilo da defesa do Fantasma. Depois do cruzamento de Rafhael Lucas, aos 40 minutos, o atacante empatou de cabeça.

Os minutos que seguiram valeram pela segunda etapa inteira e o empate esquentou o fim do jogo. Mas prevaleceu o bem organizado sistema defensivo do Fantasma. (Domitila Andrade)
FONTE : O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

MAIS LIDA

Postagens populares