CEARÁ : Bandidos explodem caixas eletrônicos em Barreira

Bandidos invadiram uma agência do banco Bradesco e explodiram caixas eletrônicos por volta de 1h20 da madrugada desta sexta-feira (2), no município de Barreira, a cerca de 70Km de Fortaleza. Conforme moradores, o bando conseguiu levar o dinheiro, mas a informação não foi confirmada pela Polícia.
Segundo o sargento PM Gilvan Cavalcante, o grupo era formado por oito a dez homens, divididos em vários veículos, sendo um identificado como um Toyota Corolla, e três motos. O bando estava portando armamento pesado, pois projéteis de fuzil 5.56 e 7.62 e de pistolas Ponto 40 e 380 foram encontrados na repartição, localizada na Rua Lúcio Torres, no Centro.
FONTE :DIÁRIO DO NORDESTE

A ação demorou cerca de 15 minutos. A Delegacia de Barreira conta com um escrivão e três inspetores, que estavam rondando a cidade em uma viatura durante o ataque aos caixas eletrônicos. De onde estavam, os policiais ouviram vários disparos e três explosões e receberam várias ligações da população, desesperada com o ação barulhenta dos bandidos. Entretanto, a Polícia não se deslocou para o local por causa da inferioridade numérica em relação ao bando.
Os policiais chegaram ao banco quando o barulho encerrou e os assaltantes já haviam fugido. Na manhã desta sexta, a Polícia descobriu que a quadrilha armada fugiu por uma estrada em direção ao município de Ocara, a cerca de 35 km de distância. A Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) se deslocou para Barreira e será responsável pela investigação do crime.
Em discussão
Com a ação em Barreira, o número de ataques a bancos e carros-fortes chegou a 49 apenas em pouco mais de oito meses do ano de 2016, no Ceará. O número de ataques a bancos é uma preocupação das secretarias de Segurança do Nordeste.
Em reunião realizada na última quinta-feira (1º), na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), secretários dos estados nordestinos decidiram restaurar o Conselho de Segurança Pública do Nordeste (Consene). Alguns dos presentes no encontro eram representantes da DRF, da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e de empresas de transportes de valores, assinalando que o combate a esse tipo de crime é uma das prioridades. (Colaborou, José Avelino Neto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário