Mil olhos postos na estrada

ciclismo
Depois de um período de ascensão das bicicletas de estrada notou-se uma descida que parece agora estar a dar a volta. Depois de alguns acidentes, de poucas infraestruturas e do pouco respeito que os automobilistas tinham pelos ciclistas, nota-se uma mudança. Claro que um acidente pode acontecer a qualquer um em qualquer lado, mas se andares com algum bom senso podes diminuir ao mínimo qualquer tipo de risco.


Um gesto importantíssimo que tens que fazer de vez em quando é olhar para trás. Convém que saibas o que estão a fazer os veículos mais próximos, para antever qualquer tipo de potencial perigo. Há retrovisores de tamanho reduzido adaptáveis ao capacete que podem ser de grande utilidade.


No seguimento deste grande conselho vem logo outro que é estar atento. Observa os movimentos dos condutores dos carros que tens à frente para antecipar qualquer manobra, observa também para o lado para ver se sai algum veículo de uma zona menos visível.

Fica à direita e mantém uma trajetória o mais semelhante possível ao traçado da estrada. Os carros olham para ti como se seguisses a linha da estrada ou como se desenhasses as curvas tal e qual vêm marcadas. O movimento, por menor que seja, para um ou para outro lado, pode colocar em risco a tua integridade física com os condutores que não respeitam a distância de um metro e meio prevista na lei.
Se fores ultrapassado por um veículo, mesmo antes de um cruzamento, é possível que tente mudar de direção para o teu lado, fechando-te o trajeto. Em muitos casos os condutores não calculam a nossa velocidade e podem pensar que têm tempo para se colocarem à nossa frente.

Evita circular ao amanhecer e ao anoitecer, é quando existe menor visibilidade na estrada mesmo se tiveres luz. Verás melhor de noite e com um bom sistema de iluminação.


Usa paraventos de cor clara e com inserções refletoras. Coloca-as em condições reduzidas de visibilidade para verem se são úteis.
Fonte :Revista sportlie

Nenhum comentário:

Postar um comentário